Da Diocese

Seminário Dom Abel inicia ano letivo com acolhida dos primeiros seminaristas após a revitalização

inicio-ano-letivo-seminario-dom-abel-2020-1

Iniciou-se na última sexta-feira, dia 21 de fevereiro, o período letivo do Seminário Propedêutico de Campo Maior, Dom Abel Alonso Nuñez. A ocasião contou com a celebração da Santa Missa presidida pelo bispo diocesano, Dom Francisco de Assis, seguida de jantar oferecido ao Clero e aos novos seminaristas que irão iniciar o processo de formação ministerial, e do descerramento do busto em homenagem ao primeiro bispo da diocese e que dá nome ao seminário. Esteve presente o bispo da Diocese de Grajaú, Dom Rubival Cabral Brito; juntamente com padres do Clero Diocesano, leigos e religiosos.

Neste primeiro momento, o seminário está acolhendo 5 seminaristas, sendo um jovem vocacionado da Diocese de Grajaú-MA e mais 4 da Diocese de Campo Maior. Eles serão acompanhados por uma equipe que inclui sacerdotes e professores, além da supervisão do reitor, vice-reitor, diretor espiritual e confessor. O Propedêutico é um curso que dura um ano, sendo a fase introdutória para o ingresso no sacerdócio. Durante este período, os candidatos serão avaliados e passarão a compreender a dimensão eclesial de suas vocações.

De acordo com Dom Francisco, o Seminário Dom Abel foi reaberto a partir de um grande desafio, confiado a ele, porém com a ajuda de muitas pessoas envolvidas, sem as quais não teria sido possível a realização deste sonho: “O seminário é berço de vocações para a glória de Deus e o bem de toda a Igreja. Como terceiro bispo, após ouvir padres e o Conselho Diocesano, sem me descuidar da história que mostra os esforços e o empenho dos meus antecessores, resolvi encarar o desafio confiando na graça de Deus de restaurar o seminário e devolver a ele a função primeira definida por Dom Abel. O seminário é o coração da Diocese. De fato, a responsabilidade de cada um de nós, a começar por mim, faz o coração acelerar. Temos que promover, rezar e zelar pelas vocações”, disse.

Para o reitor, Padre Jonilson Resende, o seminário será de fundamental importância não somente para os seminaristas, mas para todo o Clero que poderá encontrar no seminário um local de formação permanente: “É com alegria que a gente inicia este ano letivo reabrindo o seminário. A importância é o incentivo às vocações de se empenharem muito mais e de aqui buscarem uma formação permanente. Para os seminaristas, o de viver na Diocese, mais próximos da família, serem acompanhados dentro da sua realidade. Parabenizo Dom Francisco, os padres, e a toda a Diocese, nossa equipe que aceitou juntamente comigo nos ajudar neste processo formativo”, destacou.

O bispo de Grajaú, Dom Rubival, manifestou o seu agradecimento à Diocese de Campo Maior por acolher um dos seminaristas de sua diocese: “Quero manifestar minha grande alegria de encontrar Dom Francisco neste dia tão solene na história de uma igreja que é a reabertura de um seminário que foi batizado com o nome do seu primeiro bispo. E esta felicidade não ficou só com Campo Maior, mas abriu-se espaço para acolher a igreja que esta em Grajaú e que carece de uma formação séria, comprometida conforme aquilo que ensina a igreja. Então fazemos a partir de hoje um caminho para caminhar juntos a serviço da missão. Quero manifestar minha gratidão a todos os diocesanos que colaboraram com Dom Francisco, as paróquias, comunidades, famílias. Que Deus abençoe com vida longa a todos”, agradeceu.

A reabertura oficial do Seminário Diocesano de Campo Maior aconteceu no dia 27 de dezembro de 2019. A celebração contou com a presença de todo o Clero da Diocese de Campo Maior incluindo o bispo, padres, seminaristas, religiosos e a comunidade em geral. As obras de reestruturação do seminário iniciaram no dia 1° de agosto de 2018 e só foram possíveis graças ao empenho e a dedicação do bispo, Dom Francisco, e de pessoas e famílias que abraçaram a causa e ajudaram as obras com contribuições e doações, fundamentais para a realização deste sonho.

Adicionar Comentário

Clique aqui para deixar um comentario

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *