Voz do pastor

Mensagem de Dom Francisco de Assis para a Quaresma (2019)

photogrid_1500220490535

TEMPO DA QUARESMA

MENSAGEM DE DOM FRANCISCO DO ASSIS GABRIEL

AO POVO DE DEUS DA DIOCESE DE CAMPO MAIOR

Queridos irmãos e irmãs,

  1. É preciso fazer a travessia pelas tempestades, depois ancorar e abrir a janela para que chegue a vida verdadeira.

O livro do Gênesis fala da vida nova após o tenebroso dilúvio que durou quarenta dias (Gn 7,17). A Arca ancorada na terra há quarenta dias é recomeço. Depois de contados sete dias, Noé solta a pombinha pela segunda vez e “eis que pela tarde ela voltou, trazendo no bico uma folha verde de oliveira. Mais sete dias soltou de novo e não mais voltou” (Gn 8, 11-12). O escritor sagrado parece mostrar a nossa Liturgia: Quaresma e Tempo Pascal: ressurreição e ascensão do Senhor.

No Livro do Êxodo, depois da travessia pelo mar vermelho, o povo de Deus caminhou quarenta anos pelo deserto até chegar à Terra Prometida. Nesse percurso Moisés ficou quarenta dias no Sinai e de lá voltou com a Lei de Deus (Ex 24, 18). O profeta Elias em fuga pelo deserto depois de alimentado pelo anjo caminhou quarenta dias até o Horeb onde encontrou Deus na brisa suave (1Rs 19, 8). A quaresma de Jesus é apresentada no Evangelho de Marcos (1, 13). E o testemunho dos quarenta dias do Senhor Ressuscitado antes da Ascensão vemos em Atos dos Apóstolos (At 1, 3).

A Bíblia Sagrada ilumina a Liturgia. A Quaresma é Tempo de Deus em nossa vida. Tempo de peregrinar em busca d’Ele para que convertidos sejamos purificados. Podemos entender que o nosso Deus toma a inciativa e nos oferece uma nova oportunidade para que possamos refazer nosso peregrinar interior. Refeitos n’Ele nos colocamos a serviço da fraternidade.

  1. Recriados n’Ele superemos o pecado que gera sofrimento e morte

Numa sociedade de tantos gritos de dor das mulheres ameaçadas, das crianças violentadas, dos jovens sem perspectivas, dos pais desempregados, dos idosos enfermos ou abandonados. Numa sociedade intolerante, violenta e vingativa que tem uma arena virtual para destruir o outro sem chance de defesa. Numa sociedade onde a força do mercado e a corrupção se sobrepõem à vida humana e ao meio ambiente. Numa sociedade que delega a sua cidadania a “salvadores da pátria”, nós devemos criar pontes para o diálogo, a superação da violência e a construção da paz. “Os seguidores e seguidoras de Jesus não se deixam abater pela contradição, pela violência e pela injustiça. Com o olhar voltado para Cristo, na força do Espírito Santo, oferecem o testemunho de transformação das realidades difíceis” Texto base CF2019.

  1. A Campanha da Fraternidade na Quaresma é uma resposta do coração comprometido

A Quaresma nos dá pilares sólidos: a oração, a penitência e a caridade. Na oração conhecemos a vontade de Deus para nossa vida, na penitência nos prontificamos a perseverar apesar de todas as dificuldades e na caridade podemos transformar as duras lidas dos nossos irmãos e irmãs em oportunidades de superação. “A Quaresma é um tempo favorável para os cristãos saírem da própria alienação existencial. A força do Evangelho desperta para a grandeza e para a profundidade da vida em Cristo” Texto base CF2019. O tema apresentado na Campanha da Fraternidade a cada ano enriquece nossas práticas quaresmais, quando a oração e a penitência nos levam às obras de misericórdia corporal.

Convoco toda a nossa Diocese de Campo Maior a rezar a Campanha da Fraternidade em grupos de famílias ou nas diversas pastorais. “Fraternidade e Políticas Públicas” com o lema: “Serás libertado pelo direito e pela justiça” (Is 1,27) se tornou uma oportunidade para conversar sobre a necessidade urgente de ações cidadãs e governamentais nas áreas da saúde, moradia, educação, saneamento básico, oportunidade de trabalho que venham favorecer a vida de todos.

A CF pode nos curar da miopia eclesial e comunitária que não nos permite alcançar e ver as “chagas de Cristo” na vida dos nossos irmãos. A oração e a penitência que nos possibilitam ver Deus também nos convocam ao amor e à caridade.

  1. Que a bênção do Senhor nos acompanhe nos exercícios quaresmais para que cheguemos à Verdadeira Vida

Confiantes façamos a travessia necessária em nossos dias, na certeza de que também nós veremos a Fraternidade e a Paz e chegaremos à Terra Prometida. Roguemos sem cessar à intercessão de Santo Antônio e da querida Mãe Santíssima, Nossa Senhora da Conceição Aparecida.

O Senhor vos abençoe e vos guarde! O Senhor vos mostre sua face e vos conceda a sua graça! O Senhor volva para vós o seu rosto e vos dê a paz! (Num 6, 22)

Campo Maior, Quarta-feira de Cinzas, 06 de março de 2019

+ Francisco de Assis Gabriel, CSsR

Bispo Diocesano

 

Adicionar Comentário

Clique aqui para deixar um comentario

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fans que Curtem

Social Media