Da Diocese

Diocese de Campo Maior é representada em Congresso de Gestão Eclesial em João Pessoa (PB)

A Diocese de Campo Maior e o Piauí estiveram representados na 4ª edição do Congresso de Gestão Eclesial (CONGEC), promovido pela Arquidiocese da Paraíba, entre os 24 e 27 de setembro, no Centro de Convenções de João Pessoa. Eduardo Alves (Advogado e Assessor Jurídico da diocese), Diomar Moreira (Secretária da Cúria Diocesana) e Paulo Sérgio (Seminarista da Diocese de Campo Maior, no 4º Ano do curso de Teologia), participaram do evento.

congec-2019-4

O congresso contou com a presença de grandes palestrantes, como Dom Joel Portella, Ir. Afonso Murad, Tânia Bacelar e Pe. Joãozinho, entre outros, sob a coordenação do Mons. Nereudo Freire Henrique, Ecônomo da CNBB. O tema geral foi “Gestão Eclesial: Impactos da Legislação numa Igreja em Saída”.

Sobre o CONGEC, a Secretária da Cúria, Diomar Moreira, disse o evento lhe trouxe a certeza de que a instituição eclesial está inserida no mundo, e de que ela não pode passar imune a tantas mudanças que estamos sofrendo, principalmente no campo tributário e fiscal: “O congresso foi muito bem preparado pela Arquidiocese da Paraíba, sendo uma experiência bem diferente de outros eventos que eu já tinha participado. Nos foram apresentadas muitas orientações, métodos e ferramentas, tanto no campo administrativo e financeiro, sempre utilizando as normas da CNBB e o Acordo Brasil-Santa Sé. É muita mudança, mas a Igreja em si, como instituição, precisa se adequar”, afirmou.

Já para o advogado Eduardo Alves, um dos principais temas debatidos foi a vontade do Papa Francisco de termos uma “igreja em saída”, atentando também para as implicações jurídicas: “O encontro me trouxe dois pontos de vista, primeiro, apresentou a preocupação do papa para que haja uma igreja ativa, para que ela chegue até aonde estão os mais necessitados, e em segundo, as preocupações jurídicas e contábeis. Hoje, com o momento financeiro, econômico e político isso é evidente. Existem pessoas, governos e movimentos que buscam uma fatia que acham ser deles, não enxergando os serviços sociais que a igreja presta. Existe hoje a necessidade de nos prepararmos para o que pode vim”, disse.

 “Acho que o congresso foi importante por que trazia o tema da gestão eclesial e ao mesmo tempo a influência da legislação nessa gestão. Para um padre e para toda a Igreja, esse tema nos ajuda a compreender a Igreja nestes novos tempos. A Igreja precisa estar atenta às legislações, devendo prestar contas de questões tributárias e trabalhistas”, disse o seminarista Paulo Sérgio.

O que é o CONGEC?

O Congresso de Gestão Eclesial, promovido pela Arquidiocese da Paraíba, é um evento que vem contribuir de forma decisiva para o aperfeiçoamento e aquisição de novas ferramentas, que qualificam gestores e funcionários da Instituição. Na sua organização administrativa, patrimonial e financeira, a Igreja Católica e seus organismos envolvem ministérios, pastorais e serviços especializados.  Considerando a celeridade na mudança da legislação, as Instituições Religiosas apresentam alta complexidade, no âmbito gerencial, administrativo, jurídico, fiscal e contábil, sofrendo demandas técnicas e operacionais. Portanto, o objetivo do CONGEC é a busca da excelência dos serviços, prestados ao Povo de Deus, no cumprimento da sua missão que é Evangelizar: “Ide por todo o mundo e pregai o Evangelho a toda a criatura” (Mc. 16, 15).

Reportagem: Helder Felipe (Diocese de Campo Maior)

Adicionar Comentário

Clique aqui para deixar um comentario

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fans que Curtem

Social Media