Diáconos

DIÁCONO PERMANENTE ANTÔNIO PRIMO DA COSTA

diacono-antonio-primo-site

Diácono Permanente Antônio Primo da Costa

Nascido: José de Freitas, em 15/05/1938
Filiação: Antônio Lili da Costa e Antônia de Abreu
Casamento: Maria dos Prazeres Santana, em 1961
Ord. Diác. Perm: Campo Maior-PI, em 21/12/1996 por D. Abel

História:

Nascido na zona rural de José de Freitas, em 15 de maio de 1938, na localidade Madeira Cortada, próximo ao Pai Luiz, o oitavo de uma família de 11 irmãos, filho dos saudosos Sr. Antônio Lili da Costa e Sra. Antônia de Abreu, Antônio Primo da Costa construiu sua vida baseado na retidão, no trabalho, na honestidade, na ética e na assistência ao próximo.

Antônio Primo iniciou sua vida ainda no campo, por volta dos 6 anos de idade, quando começou ajudando seu pai na roça. Posteriormente, adquiriu a profissão de carpinteiro, permanecendo até os 21 anos nesta profissão. Em 1961 casou-se com a senhora Maria dos Prazeres Santana, professora das letras.

Após seu casamento, mudou-se para a fazenda São Domingos para morar com a esposa. Em 1969 fez um curso na área da saúde e logo começou a trabalhar como enfermeiro no 1º posto de saúde da zona rural de José de Freitas na Fazenda São Domingos. Sua contribuição na saúde durou oito anos, de 1969 a 1977. Depois fez um concurso de auxiliar de serviços gerais na Fundação SESP e veio trabalhar na sede da cidade, de 1977 a 1978. Nesse mesmo ano, concluiu o curso técnico em contabilidade e foi trabalhar nesta área durante os 19 anos seguintes. Nesses anos, manteve o maior escritório de contabilidade de José de Freitas.

Em 1991 tornou-se Ministro da Eucaristia. Na época, em seus trabalhos na igreja, ficou muito amigo do padre da Paróquia de N. S. do Livramento, o Pe. Alves, que o convidou para fazer um curso de eucaristia. Em 1993, Pe. Duarte, que estava à frente da paróquia, convidou-lhe para ser diácono permanente. Em 1995 prestou vestibular e foi estudar teologia na Universidade Federal do Piauí. Durante o seu curso, em 21. 12. 1996, foi ordenado diácono permanente pelo bispo da época D. Abel. De lá para cá tem viajado por todo o Brasil levando o nome da igreja.

Fans que Curtem

Social Media